Notícia


Eleitos os novos membros do LABMT - gestão 2019-21

Atualizado em: 04/09/2019


Brasileiros estão entre os dirigentes escolhidos para coordenar as ações do grupo na período de 2019-2021

 

Os novos membros da diretoria do Grupo Latino-Americano de Transplante de Medula Óssea (LABMT) - no período 2019 a 2021- foram escolhidos.

Entre eles, estão os brasileiros Leonardo Arcuri, Andrea Kondo, Cristina Vogel e Cinthya Correa. 

Em lugar dos até então gestores, Gregorio Jaimovich (Argentina) e Adriana Seber (Brasil), assume a presidência do LABMT Sebastian Galeano (Uruguai) e Amado Karduss (Colombia), como vice. 

De acordo com Galeano, a expectativa da nova diretoria do grupo é dar continuidade às ações já estabelecidas pela gestão anterior com a EBMT e outras organizações.  Segundo Galeano, há diversas áreas de cooperação que devem ser aprofundadas junto à European Bone Marrow Transplantation (EBMT). 

- Acreditação (programa “En Pasos” com JACIE)

- Comitê de Enfermagem LABMT com apoio do EBMT

- Participação do LAMBT no Congresso EBMT 2020 (Madri)

- Cooperação em atividades educativas 

Diretoria LAMBT

(2019-21)

Sebastian Galeano (Uruguay) Presidente

Amado Karduss (Colombia) Vice-Presidente

Leonardo Arcuri (Brasil) Tesoureiro

Cristóbal Frutos (Paraguay) Secretário

 

Comitês

Acreditação (Patricia Abichain, Andrea Kondo)

Enfermagem (Mariela Blanco, Cristina Vogel)

Educação (Ana Basquiera, Alberto Olaya)

Dados (Oscar González-Ramella, Cinthya Correa)

Procesamiento del injerto (Julia Palma)

 

 

O LABMT foi criado sob os auspícios da Rede Mundial de Transplante de Medula Óssea (WBMT) em 2011 para integrar centros de TMO nas diferente regiões da América Latina, promovendo a excelência no transplante de células-tronco hematopoiéticas, bem como doação de células-tronco,  terapia celular e acreditação na América Latina

 

 

 

 

 



QUERO RECEBER NOVIDADES



SBTMO 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Purpose Agency