Notícia


Registro Brasileiro de Dados do TMO: saiba o que esperar

Atualizado em: 01/08/2019


Confira o que aconteceu no IV Encontro de Gerenciadores de Dados em Transplante de Medula Óssea 

Com sala lotada, o do IV Encontro de Gerenciadores de Dados em Transplante de Medula Óssea, reuniu representantes de diversos serviços de TMO do País.

Ao abrir oficialmente a atividade, que integra a grade programática do Curso Pré-Congresso da SBTMO, o presidente da Sociedade, Dr. Nelson Hamerschlak, reforçou a importância de se conceber este projeto e chamou a atenção para a necessidade de haver a capacitação de gestores de bancos de dados.

A atividade foi coordenada pelos “três mosqueteiros”: Cinthya Corrêa, Anderson João Simione e Heliz Regina Alves e, também, por Marcelo Pasquini, diretor científico sênior no CIBMTR, e reuniu diferentes agentes que devem ser envolvidos no projeto, tais como médicos, biomédicos, enfermeiros, data managers.

Entre os objetivos da iniciativa, destacam-se:

  • Inserção de 100% dos centros de TCTH autorizados pelo Sistema Nacional de Transplante (SNT) no projeto de envio de dados ao CIBMTR
  • Aperfeiçoamento do banco de dados do Brasil, através da extração de dados do Enhaced Data Back to Center (eDBtC)
  • Conhecer melhor os desfechos do país, através das análises de dados para beneficiar, principalmente, os pacientes.
  • Viabilizar estudos multicêntricos e contribuir para a sociedade científica do Brasil e mundial
  • Continuar a consolidação do grupo de gerentes e dados do Brasil
  • Das perspectivas futuras, foram referenciadas:
  • Consolidação do grupo de gerenciadores de dados do país
  • Comunicação mais efetiva entre os centros brasileiros e o CIBMTR
  • Aumento de participação nos congressos nacionais e internacionais
  • Aumento de centros ativos no CIBMTR e na ABTO
  • Participação de centros brasileiros nos projetos do CIBMTR
  • Desenvolvimento de trabalhos multicêntricos através do protocolo para envio de dados ao CIBMTR

Hoje já existem 15 centros que integram o Projeto do Registro Brasileiro de  Dados de TMO. A perspectiva é de que este grupo cresça ainda mais.

Quero fazer parte. Como eu faço?

É necessário solicitar ao investigador principal do centro participante:

- Cadastro na Plataforma Brasil

- Nome Completo e CPF do pesquisador responsável na sua instituição

- CNPJ correto do CEP que irá avaliar o projeto

 LEIA TAMBÉM:

SBTMO Entrevista: Dr. Marcelo Pasquini

AMEO promove curso de Capacitação de Gestores de Banco de Dados de TMO

Novos passos: SBTMO e CIBMTR firmam parceira



QUERO RECEBER NOVIDADES



SBTMO 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Purpose Agency